• BiuNewsbytePhotoOctober2015a.jpg
  • Campus_Ramat_Gan.jpg
  • DSC00137.jpg
  • DSCN8738.jpg
  • DSCN8753.jpg
  • DSCN8791.jpg
  • Edificio_Jim_Joseph.jpg
  • Estudio_de_Tora.jpg
  • HonorisCausa20151.jpg
  • JULY2018.jpg
  • NB042018.jpg
  • NB042018b.jpg
  • NB0717A.jpg
  • NB092017A.jpg
  • NB092017BES.jpg

NewsBytes Spanish Januar 2017aCom a presença de mais de 200 pessoas no auditório do Edifício Le Jardin, realizouse a Conferência Anual dos Amigos Latino-americanos da Universidade  Bar-Ilan, em Punta del Este/ Uruguai. Logo após acender a terceira vela de Hanukkah, o Dr.Mordechai Kedar  falou sobre as possíveis orientações políticas da nova administração norte-americana com relação ao fundamentalismo islâmico. As explicações sobre as últimas decisões tomadas pelo Conselho de Segurança da ONU, dominaram a maior parte da conferência, além das várias  perguntas interessantes do público.

Kedar enfatizou a gravidade da resolução aprovada, já que  a diplomacia americana  mudou sua posição sobre a resolução do conito e as fronteiras denitivas. Os EUA sustentavam que as fronteiras denitivas entre
Israel e os palestinos seriam estabelecidas através de negociações, mas agora a resolução só fala das fronteiras anteriores a 05 de junho de 1967, excluindo Jerusalém Oriental, o que é uma diferença bastante
signicativa. Dr. Kedar apresentou  novas abordagens para analisar estes temas tão atuais, os quais são o resultado de uma pesquisa acadêmica realizada na Universidade com seus colegas do Centro de Estudos Árabes e Islâmicos.

O Sr. Sasson Dayan e sua família visitaram no último mês de julho a Faculdade de Medicina da Universidade Bar-Ilan, na cidade de Safed, no norte de Israel.

Durante a visita eles foram ao laboratório do Dr. Michel Blank e puderam conferir seus mais recentes avanços na pesquisa sobre Parkinson.

NewsAug2

NB112016O Prof. Doron Auerbach do Depto. de Química e do Instituto de Nanotecnologia e Materiais Avançados, receberá em 2017 o Premio Alan J. Bard de Ciência Eletroquímica. O prêmio é considerado uma das maiores honras em eletroquímica.

Os ganhadores do premio Alan J. Bard são reconhecidos por sua contribuição nos campos da ciência eletroquímica e por estudos experimentais ou teóricos excepcionalmente criativos que abriram novas perspectivas em química eletro analítica ou eletro catálise.

"Com essa conquista, gostaria de expressar os meus agradecimentos a esta excelente instituição acadêmica na qual cresci", disse Auerbach em uma carta a seus colegas para informá-los sobre o seu prémio.

"Estou orgulhoso de colocar a Universidade Bar-Ilan no mapa das áreas da pesquisa científica e da experiência." Prof. Auerbach desempenhou um papel importante na

aquisição de ciência básica necessária para o desenvolvimento de baterias de íons de lítio comercial que são agora um recurso padrão em celulares e computadores.

Atualmente a investigação, em seu laboratório, se concentra em várias questões importantes, incluindo o desenvolvimento de novos materiais para baterías de íons de lítio avançadas, a densidade de alta energía para veículos eléctricos (EV); a criação de novas tecnologias para a dessalinização e puri_cação de agua e a tecnologia de armazenamento de energia limpa colhida a partir de turbinas eólicas e usinas de energía solar.

Auerbach receberá o Prémio na próxima reunião da Sociedade Eletroquímica a ser realizada em New Orleans em maio do 2017.

Uma nova tecnologia desenvolvida pelo Dr. Yossi Mandel do Departamento de Optometria da Universidade Bar-Ilan em conjunto com  pesquisadores da Universidade de Stanford/EUA promete melhorar a qualidade de vida e  o tratamento de pacientes com glaucoma, permitindo-lhes monitorar a pressão intraocular em casa, usando um smartphone Até agora, os pacientes com glaucoma tinham que ir ao oftalmologista com intervalo de poucos meses para medir  a sua pressão do uido intraocular  a m de manter ou ajustar o seu tratamento adequadamente.

NewsAug1

No entanto, devido à grande frequência de alterações na pressão intraocular, mesmo este diagnóstico periódico era insuciente. Para superar este problema, a equipe do Dr. Mandel projetou uma lente articial que é implantada no olho do paciente. A lente contém um pequeno tubo de gás, afetado pela quantidade de uidos intraoculares. Usando um aparelho especial conectado ao seu olho, o paciente fotografa o tubo. O dispositivo então, transmite as informações para um aplicativo de smartphone e o nível de pressão gravada aparece na tela. O paciente pode repetir este processo quantas vezes for necessário. A gravação frequente dos dados fornece um relatório de status muito mais conável e abrangente, e permite aos médicos  fornecer um tratamento altamente ecaz e feito sob medida para cada paciente.
O novo dispositivo desenvolvido pela equipe do Dr. Mandel é amigável ao usuário podendo ser operado pelo próprio paciente. Outra  grande vantagem: menos consultas médicas!